Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

2ºCD's A e B - Blocos Econômicos

Imagem
Caros Alunos,
Leiam o texto abaixo e depois resolvam as atividades propostas.


Fonte: GIARDINO, Claudio (et al.). Geografia nos dias de hoje, 9º Ano. 1ª edição. São Paulo: Editora Leya, 2012
ATIVIDADES
01. Explique o que levou muitos países a estabelecerem alianças e aprofundarem parcerias entre si.
02. Os Acordos que criam Blocos Econômicos levam em consideração os interesses comuns dos países nas áreas econômica, política e estratégica. Explique esta afirmação e dê exemplos disso.
03. Existem atualmente três Blocos Econômicos de maior importância. A União Europeia, o NAFTA e a APEC. Sobre eles, faça o que se pede: I) Quais são os seus países membros?  II) Qual país tem maior liderança no Bloco? III) Quais são seus principais objetivos? IV) Como é administrado este acordo?
04. O mapa da página 114 (na figura 1, acima) mostra a distribuição dos países que fazem parte de alguns Blocos Econômicos. Identifique os países abaixo, auxiliado por um mapa-múndi e escreve de qual Bloco Econômico este país …

9º Ano - A Organização das Nações Unidas

Imagem
Olá Queridos Alunos, Leiam o texto proposto, assistam ao vídeo e depois respondam as questões apresentadas, que os ajudarão a resumirem as principais idéias nele contidas.




Fonte: GIARDINO, Claudio (et al.). Geografia nos dias de hoje, 9º Ano. 1ª edição. São Paulo: Editora Leya, 2012

VÍDEO "CONHEÇA A ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS"






RESPONDA AS QUESTÕES ABAIXO.

01. O que significa ONU?
02. Como se formou a ONU?
03. O que foi a CARTA DAS NAÇÕES UNIDAS?
04. Onde se localizam as sedes da ONU? Onde é sua principal sede?
05. Quais são os propósitos da ONU?
06. Quais são os Órgãos da ONU?
07. Para que serve o Conselho de Segurança da ONU?
08. Como é formado o Conselho de Segurança da ONU?
09. Explique que poder tem o Conselho de Segurança da ONU.
10. O Brasil quer ser membro permanente do Conselho de Segurança da ONU? Qual a importância disso para nosso país?

Atividade Complementar - 2º CDs - Cultura e Multiculturalidade

Leiam os textos indicados nos links abaixo:

CONVENÇÃO SOBRE O ESTATUTO DOS APÁTRIDAS - 1954
http://www.dhnet.org.br/direitos/sip/onu/asilo/apatr54.htm

DECLARAÇÃO SOBRE A CONCESSÃO DA INDEPENDÊNCIA AOS PAÍSES E POVOS COLONIAIS - 1960
http://www.dhnet.org.br/direitos/sip/onu/spovos/dec60.htm

Alunos do 3°CD - Como montar a FICHA DE ESTUDOS

Imagem
Olá Queridos Alunos,
A atividade de criação da FICHA DE ESTUDOS sobre Bacias Hidrográficas do Brasil pode ser desenvolvida a partir do WORD.
Estou postando aqui um modelo para vocês terem uma ideia de como fazer (fiz sobre Climas do Brasil). Usem a sua criatividade para otimizar e tornar o seu trabalho mais pessoal.
Eu usei o Word, como citei acima. Fiz a formatação normalmente, usando os recursos do próprio editor de textos. Como eu tenho dificuldade para criar imagem, que é o formato no qual vocês devem entregar seus trabalhos, fiz o seguinte. Salvei o documento em .doc. Depois abri o documento e o "salvei como" PDF. Se na sua versão do WORD não tiver esta opção, podem emular uma impressora com o programa PDF995, facilmente encontrado na net. Este programa simula uma impressora. Mandando imprimir o doc nesta "impressora", ela salva seu arquivo como PDF.
Bem, com o PDF, você abre o arquivo e usa a opção EDITAR => Tirar um instantâneo. Esta opção permite que você se…

SETE DICAS - Como fazer um resumo

Imagem
Uma grande dificuldade em se fazer um resumo é saber por onde começar. Vou escrever aqui algumas dicas, em resposta a muitas dúvidas de meus alunos. Espero que os ajude a começar seu resumo.




Dica 01 - Um resumo deve ser escrito após a leitura atenta e concentrada do texto que se pretende resumir. Não é uma cópia simples, mas pode-se usar trechos importantes do texto copiados diretamente, neste caso, deve-se colocar entre aspas e fazer esta indicação, citando o autor.

Dica 02 - Não faça uma leitura só e escolha trechos para copiar em seu caderno, o RESUMO bem feito é aquele em que se consegue explicitar ideias contidas no texto, de modo que se torne fácil entender o CONTEXTO, as DEFINIÇÕES, CONCEITOS e EXEMPLOS dados pelo autor. Isso exige mais de uma leitura.

Dica 03 - Identifique no título o assunto que está sendo tratado. Faça um esboço antes de começar a escrever, de modo que saiba quantos assuntos abordará. Lembre-se, em cada parágrafo, um assunto.




Dica 04: Da mesma maneira que pode-s…

Modelos de Mapas Mentais sobre o tema Agricultura Familiar

Imagem
Propus aos alunos do 2º Ano do Ensino Médio que assistissem a dois vídeos em que se apresentavam conceitos, informações e exemplos exitosos de produção agrícola em estabelecimentos familiares.
Pedi que desenvolvessem resumos através de mapas mentais. Eles pesquisaram sobre o tema e o resultado foi bem diversificado, como se pode ver abaixo:








9° ANOS - Novas Relações de Trabalho nos Espaços da Globalização

Imagem
RESUMIR O TEXTO “Novas relações de trabalho nos espaços da globalização” – pp. 50 e 51 do Livro-Texto Orientação: Um resumo deve ser escrito após a leitura atenta e concentrada do texto que se pretende resumir. Não é para escolher trechos e copiar em seu caderno, o RESUMO bem feito é aquele em que se consegue explicitar ideias contidas no texto, de modo que se torne fácil entender o CONTEXTO, as DEFINIÇÕES, CONCEITOS e EXEMPLOS dados pelo autor. Uma dica é resumir cada parágrafo, identificando a IDEIA PRINCIPAL contida nele. Como podemos identificar a ideia central? Perguntando “para o texto”: O quê? Por quê? Como? Quando? Onde?. Outra forma de resumir é lendo o texto e tentando escrever com nossas próprias palavras o que entendemos de cada parte dele. No final, podemos escrever uma CONCLUSÃO sobre o que lemos. Para que resumir? Para fixarmos melhor os conceitos e definições e compreendermos melhor as ideias analisadas em um texto. O resumo pode servir ainda como GUIA DE ESTUDO para as a…

O fundo do poço está longe

Imagem
O fundo do poço está longe
Por Valter Batista de Souza, professor e especialista em Gestão Pública
Artigo publicado no Jornal Diário do Litoral em 04/05/2015
Em meio a uma pauta recheada de assuntos, um assalto digno de ser televisionado. Em frente ao Paço Municipal de Guarujá, repórter com microfone na mão, entrevistado discorrendo sobre a epidemia de dengue que acomete a cidade, operador de câmera entretido com o melhor enquadramento de imagens e milhares de pessoas assistindo ao vivo. De repente irrompe um cidadão com arma na mão e anuncia o assalto. Sai a imagem do ar, vida segue. Não, as imagens ganharam o mundo. O nome da cidade novamente denotando violência e insegurança. Onde é o fundo do poço? Não há resposta. Seria um assalto ao vivo, em frente às câmeras de TV? Ou uma cidade que precisa admitir que não dá conta de manter meia dúzia de fontes funcionando em suas praças, por isso decidiu aterrá-las? Seria, ainda, a incapacidade de gerenciar um Pronto Socorro num Distrito onde res…

Educação como mantra

Imagem
Educação como mantra
Por Valter Batista de Souza, professor e especialista em Gestão Pública
Artigo publicado no Jornal Diário do Litoral em 06/04/2015  O Brasil já investe mais porcentagem do PIB em Educação, do que países desenvolvidos como Japão e Estados Unidos. Em 10 anos, um aumento de quase 50% nos investimentos, priorizando a Educação Básica, triplicou o gasto por aluno e chegou a mais de R$ 6.000,00/ano. Em 2003 era de cerca de R$ 2.000,00/ ano. Isso representa 6,6% de nosso PIB, mais de R$ 440 bilhões anuais. É bastante dinheiro para qualquer país. No Japão, o total investido em educação não chega a 4% do PIB. O Plano Nacional de Educação prevê que até 2024 este gasto chegue a 10% do PIB, o que pode quase dobrar o que se aplica por aluno atualmente e superar os investimentos em educação de países de IDH super elevado, como a Noruega, onde o investimento de 8,8% do PIB em Educação, coloca o país na dianteira deste ranking. Por que isso é importante? Os especialistas em economia a…

O Xeque da Direita

Imagem
O Xeque da Direita Por Valter Batista de Souza, professor e especialista em Gestão Pública Publicado no Jornal Diário do Litoral em 27/04/2015
O quadro político brasileiro é bastante complexo. As eleições de 2014 deixaram um rastro de incertezas. O processo que levou à reeleição de Dilma em uma coalisão ampla, embora menor do que em sua primeira vitória, em 2010, tornou-a refém de si mesma. É fato que não se construiu uma contradição na política brasileira. O que vemos, e aí tenho que concordar com muitos colegas, são duas faces de uma mesma moeda, um alinhamento político em torno de um projeto de país que amplia a sua dependência econômica e tecnológica aos interesses do grande mercado. E tenho que admitir que não vivemos um dilema bipolar Esquerda PT versus Direita PSDB, muito pelo contrário. À oposição e à candidatura derrotada no último pleito, restou fazer críticas a um pretenso estelionato eleitoral. Tem sido esta a tônica da crítica da oposição partidária ao governo Dilma. “Ela men…